Poucas palavras:

Blog criado por Bruno Coriolano de Almeida Costa, professor de Língua Inglesa desde 2002. Esse espaço surgiu em 2007 com o objetivo de unir alguns estudiosos e professores desse idioma. Abordamos, de forma rápida e simples, vários aspectos da Língua Inglesa e suas culturas. Agradeço a sua visita.

"Se tivesse perguntado ao cliente o que ele queria, ele teria dito: 'Um cavalo mais rápido!"

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Out of office...




Todos nós gostamos de férias. Depois de um longo ano de trabalho, férias são mais do que merecidas; elas são sagradas!

Como eu fiz todo o meu trabalho durante o ano de 2014, deixo este ano para trás para concentrar minhas forças nos desafios do próximo ano!

Mas não é legal sair e ser esquecido no trabalho, certo? Pior, não é legal deixar o pessoal pensando que você vai responder aquele e-mail ou a mensagem deixada no seu telefone, certo? Além de falta de educação, isso pode criar inconvenientes no seu retorno!

Sempre sigo o ditado, “seguro morreu de velho” ao pé da letra! Pensando nisso, deixei uma mensagem automática no meu e-mail coorporativo para que as pessoas saibam que estou com acesso restrito ou até mesmo sem acesso.

Então, resolvi passar essa dica para vocês: como escrever uma mensagem automática em inglês. Não se trata de uma explicação, tipo tutorial, blá, blá, blá, mas de dicas do que escrever.

Eu escrevi assim:


Olá!
Obrigado pelo seu e-mail. No momento, estou com acesso limitado aos meus e-mails e sem acesso ao meu telefone. Nos mês de janeiro, estarei de férias, voltando as minhas funções em fevereiro, quando deverei ler meus e-mails.
Boas festas e feliz 2015 para você e sua família!
Atenciosamente,
Professor Bruno Coriolano.


Achei que assim seria simples e direto e não deixaria de ser cordial. A ideia é bem simples:
(1) Seja educado! (Olá! Obrigado pelo seu e-mail.)
(2) Diga que você está com pouco ou sem acesso ao e-mail, para que as pessoas não fiquem esperando resposta. (No momento, estou com acesso limitado aos meus e-mails e sem acesso ao meu telefone.)
(3) Diga quando poderá responder as mensagens. (Nos mês de janeiro, estarei de férias, voltando as minhas funções em fevereiro, quando deverei ler meus e-mails.)
(4) E deixe uma mensagem educada. (Boas festas e feliz 2015 para você e sua família!)  
(5)  Pronto, agora é só dizer tchau! (Atenciosamente, Professor Bruno Coriolano.)


Viu como é fácil?
Em inglês é a mesma lógica:


Thank you for your email. I am currently on annual leave and will be returning in February. I’m not reading my messages at the moment, but I will as soon as possible.
Merry Christmas and happy New Year!
Kind regards,
EFL teacher Bruno Coriolano.



(1) Seja educado! (Thank you for your email.)
(2) Diga que você está com pouco ou sem acesso ao e-mail, para que as pessoas não fiquem esperando resposta. (I’m not reading my messages at the moment.)
(3) Diga quando poderá responder as mensagens. (I am currently on annual leave and will be returning in February… but I will as soon as possible.)
(4) E deixe uma mensagem educada. (Merry Christmas and happy New Year!)  
(5)  Pronto, agora é só dizer tchau! (Kind regards, EFL teacher Bruno Coriolano.)

Percebam que alterei um pouco a mensagem em inglês. Achei melhor “enxugar” mais um pouco... bem, não existe apenas uma maneira de deixar uma mensagem automática!

Para todos vocês do blog, tchau. Até 2015!!!!! J


PORTAL DA LÍNGUA INGLESA has no responsibility for the persistence or accuracy of URLs for external or third-partly internet websites referred to in this post, and does not guarantee that any context on such websites is, or will remain, accurate or appropriate.
In some instances, I have been unable to trace the owners of the pictures used here; therefore, I would appreciate any information that would enable me to do so. Thank you very much.
Is something important missing? Report an error or suggest an improvement. Please, I strive for accuracy and fairness. If you see something that doesn't look right, contact me!
Did you spot a typo?
Do you have any tips or examples to improve this page?
Do you disagree with something on this page?
Use one of your social-media accounts to share this page:


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Portal da Língua Inglesa: DICAS: PARA PRATICAR "O FUTURO" EM INGLÊS: ASK GUR...

Portal da Língua Inglesa: DICAS: PARA PRATICAR "O FUTURO" EM INGLÊS: ASK GUR...: No site  Ask Guru Joe  cada aluno pode fazer perguntas sobre seu futuro em inglês e receber respostas rapidamente. É uma excelente maneira ...

MEC lança Idioma Sem Fronteiras para alunos e docentes de Letras estudarem línguas no exterior

Campus da Universidade de Oxford, instituição referência no ensino de inglês - Universidade de Oxford


O Ministério da Educação (MEC) lançou nesta segunda-feira (17) o Programa Idioma Sem Fronteiras, vinculado ao Ciência Sem Fronteiras e voltado para alunos e professores de línguas que desejam elevar a proficiência em determinada língua. A medida foi publicada no Diário Oficial da União.

 De acordo com dados obtidos pelo GLOBO junto ao MEC, serão sete línguas estrangeiras abrangidas: inglês, francês, espanhol, italiano, japonês, mandarim, alemão. Cada instituição brasileira que participar ganhará um “núcleo de línguas”, responsável por gerir a concessão das bolsas e ministrar cursos presenciais nos idiomas que comporão o programa.

Os núcleos também poderão aplicar testes de proficiência para estudantes que desejam obter um certificado. O portaria esclarece que o novo programa será custeado por dotação orçamentária da União, mas ainda não há valores exatos, uma vez que os editais serão lançados conforme a demanda e as parcerias que forem firmadas.

Alunos de qualquer disciplina de graduação poderão participar das aulas presenciais e on-line nos pólos das universidades credenciadas. Conforme O GLOBO apurou, o edital para o curso de francês pela internet será lançado hoje, onde estarão disponíveis 1,5 mil logins e senhas para usuários.

No entanto, só terão direito a bolsas de estudo no exterior os estudantes de licenciatura em Letras das línguas estrangeiras abrangidas no Idioma Sem Fronteiras. A ideia é que eles aprofundem o conhecimento imersos em países falantes da língua que estudam. Em contrapartida, os bolsistas ensinarão Português para estrangeiros e promoverão a cultura brasileira. A iniciativa já foi até batizada:

- O 'Português Sem Fronteiras' é nossa língua, nossa cultura. Existe uma procura muito grande pela nossa língua no exterior. Queremos suprir essa demanda e permitir a troca de experiências das línguas para promover a maior internacionalização do Brasil. Eventos como a Copa do Mundo mostraram que os estrangeiros precisam conhecer nossa cultura – disse a coordenadora do Idioma Sem Fronteiras, Denise Abreu e Lima.







© 1996 - 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Do young people care about learning foreign languages?






sexta-feira, 14 de novembro de 2014

[JOKE] A BLONDE ON THE SUN.

Would you like to have fun? Well, if you have answered YES. Let’s have fun! 



A Russian, an American, and a Blonde were talking one day.

The Russian said, ‘We were the first in space!’

The American said, ‘We were the first on the moon!’

The Blonde said, ‘So what? We’re going to be the first on the sun!’

The Russian and the American looked at each other and shook their heads. 

You can’t land on the sun, you idiot! You’ll burn up!’ said the Russian.
To which the Blonde replied, ‘We’re not stupid, you know. We’re going at night!’



PORTAL DA LÍNGUA INGLESA has no responsibility for the persistence or accuracy of URLs for external or third-partly internet websites referred to in this post, and does not guarantee that any context on such websites is, or will remain, accurate or appropriate.
In some instances, I have been unable to trace the owners of the pictures used here; therefore, I would appreciate any information that would enable me to do so. Thank you very much.
Is something important missing? Report an error or suggest an improvement. Please, I strive for accuracy and fairness. If you see something that doesn't look right, contact me!
Did you spot a typo?
Do you have any tips or examples to improve this page?
Do you disagree with something on this page?

Use one of your social-media accounts to share this page:

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

This video perfectly sums up what's wrong with people who want to 'Save Africa'

From Gobal Post

Timothy McGrathNovember 7, 2014.
Let's say it together:
Africa is NOT a country.
That's easy to forget when reading news reports about the "Ebola outbreak in Africa." Yes, there's an Ebola crisis ravaging several West African countries, but just in case you've never seen a map before, it's a huge place. 
The problem is that the people and nations of the African continent are too often lumped together as a single, imaginary "Africa" that's a natural and seemingly inevitable site of disease, conflict, and famine. That imaginary, flat version of Africa is the one that serves as the backdrop for some of the patronizing and eyeroll-worthy charity initiatives that attempt to "save" it. 
There are real, complicated problems affecting some African countries, but most of the problems aren't "African" problems, but rather, problems created by the wealth nations that stole its people and bonded them into slavery, colonized its land, seized (and continue to seize) its natural resources, and created oppressive and corrupt power structures that persist in various forms till this day.
That's more or less the perspective of a development organization in Norway called SAIH, which, among other projects, works to break down stereotypical ideas about "Africa" in order to solve real problems in African nations. 
Part of breaking down those stereotypes means calling them out wherever they appear, including among mostly well-meaning, often white volunteers who don't see how their own impulses to help are rooted in and perpetuate the very stereotypes that do such harm.
And so we get this incredible video from SAIH, "Who Wants to Be A Volunteer":



PORTAL DA LÍNGUA INGLESA has no responsibility for the persistence or accuracy of URLs for external or third-partly internet websites referred to in this post, and does not guarantee that any context on such websites is, or will remain, accurate or appropriate.
In some instances, I have been unable to trace the owners of the pictures used here; therefore, I would appreciate any information that would enable me to do so. Thank you very much.
Is something important missing? Report an error or suggest an improvement. Please, I strive for accuracy and fairness. If you see something that doesn't look right, contact me!
Did you spot a typo?
Do you have any tips or examples to improve this page?
Do you disagree with something on this page?
Use one of your social-media accounts to share this page:

English Proverbs: A list of most of the commonly-used proverbs in the English language:


“Nothing defines a culture as distinctly as its language, and the element of language that best encapsulates a society's values and beliefs is its proverbs.























PORTAL DA LÍNGUA INGLESA has no responsibility for the persistence or accuracy of URLs for external or third-partly internet websites referred to in this post, and does not guarantee that any context on such websites is, or will remain, accurate or appropriate.
In some instances, I have been unable to trace the owners of the pictures used here; therefore, I would appreciate any information that would enable me to do so. Thank you very much.
Is something important missing? Report an error or suggest an improvement. Please, I strive for accuracy and fairness. If you see something that doesn't look right, contact me!
Did you spot a typo?
Do you have any tips or examples to improve this page?
Do you disagree with something on this page?
Use one of your social-media accounts to share this page: